Escrito por Enilda Falcão Lins    Seg, 28 de Março de 2011 04:14
PDF
Aprendendo Com o Oleiro
Tamanho da Fonte

Jeremias 18 .

Será que eu não posso fazer com o povo de Israel o mesmo que o oleiro faz com o barro? Vocês estão nas minhas mãos assim como o barro está nas mãos do oleiro. Sou eu, o Senhor, quem está falando”. (v. 6).

Quando Jeremias foi chamado para exercer o ministério profético, ele usou de argumentos, de desculpas, dizendo que não era capaz, pois não sabia falar, não passava de um menino, não saberia o que dizer às pessoas. Jeremias não passava de um vaso falho, cheio de rachaduras e, que precisava ser quebrado e transformado em um vaso novo, especial, vaso de bênçãos.

Deus então deu uma lição a Jeremias e mandou que ele fosse à casa do oleiro. Talvez Jeremias tenha ido até lá pensando: O que vou fazer na casa do oleiro? De que forma poderei aprender com ele alguma coisa útil para a missão que Deus quer que eu exerça?

Jeremias foi à casa do oleiro, e lá chegando Deus lhe mostrou um princípio indispensável da vida cristã: O princípio da dependência. Com uma simples bola de barro nas mãos do oleiro, Deus mostrou a Jeremias esta rica lição. Se você já teve a oportunidade de conhecer uma olaria, então terá mais facilidade para compreender o que Deus queria dizer e ensinar a Jeremias.

Para fazer um vaso, inicialmente o oleiro pega uma bola de barro e joga-a sobre uma roda. Já nesta fase o barro sofre uma forte pancada! Esse jogar parece ser até um ato de agressividade, mas não é, pois só assim o barro vai ficar completamente ligado à roda do oleiro. Então o vaso começa a ser trabalhado, mas esta é uma fase muito delicada, pois às vezes surgem bolhas no barro e a obra do oleiro se quebra. O oleiro pacientemente começa tudo novamente. O barro tem que ser dócil e submisso à vontade do oleiro! Finalmente o vaso está formado, mas o processo não terminou. Agora ele vai ser levado ao fogo. É um fogo muito quente. Está sendo iniciado o processo de purificação do vaso. Tudo que é indesejável naquele vaso modelado, começa a sair. O vaso fica tão quente que começa a ficar vermelho, entretanto o oleiro tem que aumentar ainda mais o fogo. Entretanto, para que ele seja transformado em um vaso útil, precioso, tem que passar por várias queimas, até que o oleiro sinta que o vaso está no ponto.

É assim que Deus age conosco. Quando nos rebelamos, o Senhor então precisa nos quebrar, fazer nova moldagem, nos colocar no forno quente, onde levaremos muitas fornadas. São várias provações que passamos, várias fornalhas de aflições, fogos ardentes, mas, no final de tudo, eis um belo, útil e honrado vaso! “Quando nos submetemos e deixamos que faça como quer, Ele nos leva de glória em glória, de queima em queima, até que atinjamos a medida da estatura da perfeição do próprio Cristo”.

Reflexão: Vamos cantar agora o hineto abaixo transcrito, meditando em suas palavras. Vamos fazer uma entrega total de nossas vidas ao Divino Oleiro, mesmo que isto importe termos que passar por um longo e doloroso processo de moldagem, de santificação, mas que no final nos transformará em vasos de honra, para sermos usados para Seus mais altos propósitos. Amém!

Eu quero ser, Senhor amado, como um vaso nas mãos do Oleiro. Quebra a minha vida, e faze-a de novo. Eu quero ser, eu quero ser, um vaso novo”.

 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...