Escrito por Enilda Falcão Lins    Ter, 15 de Outubro de 2013 22:20
PDF
A importancia da obediência
Tamanho da Fonte

Mateus 2 . 13-17.

“Depois que partiram, um anjo do Senhor apareceu a José em sonho e lhe disse: Levante-se, tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito. Fique lá até que eu lhe diga, pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo.” V. 13.

José estava passando pela “Escola da Obediência” e, vez por outra Deus enviava um teste para ele fazer... Tudo começou quando ele tomou conhecimento de que Maria estava grávida e, nem haviam casado ainda. Estavam apenas comprometidos e, tal compromisso possuía o valor de um casamento. Grave! Muito grave! E agora José? No versículo 19 lemos “Por ser José, seu marido, um homem justo, e não querendo expô-la à desonra pública, pretendia anular o casamento secretamente.” O primeiro teste de José foi quando Deus apareceu a ele através de um anjo, em sonho, e disse que era para ele aceitar a Maria como sua esposa, pois, o filho que havia sido gerado no ventre de Maria procedia do Espírito Santo (v. 20). Coitado de José, não estava entendendo nada, mas, ele possuía um coração temente a Deus e, resolveu obedecer aceitando Maria como sua mulher (v. 24). Foi uma obediência imediata, sem relutância. José foi feliz no primeiro teste. Aprovado!



Ainda sobre o fato relatado acima, é interessante ressaltar que o bebê já possuía até nome. José não poderia nem escolher o nome da criança... Entretanto, mais uma vez não relutou em obedecer e, quando o menino nasceu, deu-lhe o nome que em sonho o Senhor havia ordenado que o fizesse: Jesus. Aprovado no segundo teste!

Vamos passar um pouco no tempo e agora vamos encontrar José enfrentando outro teste! José tinha acabado de receber a visita dos reis magos e, quando eles saíram mais uma vez um anjo do Senhor aparece em sonho e dá outra ordem: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito. Fique lá até que eu lhes diga, pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo.” Lá vem mais complicação para José!... Mas, será que ele titubeou em obedecer? Não, claro que não! No versículo 14 lemos: “Então e le se levantou, tomou o menino e sua mãe durante a noite, e partiu par a o Egito.” Diz o versículo 15, que ele ficou no Egito até Herodes morrer. Agora vamos refletir como foi difícil para José este teste. Um recém nascido, uma mulher que havia pouco tempo que enfrentara um parto, nada foi preparado previamente, e a fuga teria que ser imediata, à noite... Mais uma vez José foi aprovado no teste! Ele obedeceu com prontidão.

Lá vem mais teste para José... Depois que Herodes morreu, o anjo do Senhor torna a aparecer em sonhos a José e diz: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e vá para a terra de Israel, pois estão mortos os que procuravam tirar a vida do menino.” (v. 20). O versículo 21 registra que José se levantou, pegou o menino e Maria e foi para Israel, só que ele tomou conhecimento que o filho de Herodes estava reinando no lugar dele, José ficou com medo, mas, foi mais uma vez orientado pelo Senhor que em sonho o mandou ir para a Região da Galiléia, mais precisamente na cidade de Nazaré. Outra ve z José é aprovado no teste!

Será que foi tão fácil assim para José obedecer todas as vezes que teve um sonho e que um anjo do Senhor lhe deu ordens que deveriam ser cumpridas? Não foi fácil! Todos sabem o quanto é difícil tomar decisões, mas, cada vez que Deus o chamou e lhe deu uma ordem, José escolheu o caminho da obediência. E porque ele escolheu o caminho da obediência, mesmo não entendendo nada do que estava acontecendo, mesmo diante das dificuldades e inconveniências, Deus cumpriu Seu plano e Jesus, o nosso Salvador nasceu.

Reflexão: Diga: E agora (coloque seu nome)? Vai obedecer ou não? Decisões são difíceis, especialmente aquelas que vão mexer com nosso trabalho, com a família, com o status econômico, que importam em mudança de cidade, etc... É com pequenas decisões que aprendemos a obedecer, e, quando chegar o momento de grandes decisões, o caminho da obediência vai se tornar mais fácil. Não procrastine, não relute em obedecer a Deus. Faça como José que sempre obedeceu co m prontidão e foi abençoado e, se tornou um abençoador.

 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...