Escrito por Enilda Falcão Lins    Dom, 13 de Outubro de 2013 14:55
PDF
Uma divida que não tem: O AMOR!
Tamanho da Fonte

Romanos 13

“Não fiquem devendo nada a ninguém. A única dívida que vocês devem ter é a de amar uns aos outros...” Rm. 13: 8

Hoje, a maioria das pessoas vive endividada, haja vista a crise econômica e financeira que nosso País atravessa, mas, também devido ao consumismo exagerado, as pessoas ficam descontroladas e gastam mais do que ganham, mas o Apóstolo Paulo nos alerta para o problema das dívidas: “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma...” e, então ele abre uma exceção, dizendo que devemos ser sempre devedores do AMOR. Esta é uma dívida que jamais acaba, pois o AMOR é a essência do Evangelho. Em João 3: 16 lemos: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo a quele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Em I João 3:1, também lemos: “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, ao ponto de sermos chamados filhos de Deus.”



Paulo afirma que “quem ama ao próximo tem cumprido a lei”. Romanos 10 . 13. Quem ama não vai fazer mal ao seu irmão, ao seu vizinho, colega, e até ao inimigo. Amar até o inimigo? Sim! Até ao nosso inimigo somo devedores do AMOR (Mt. 5:44). Como sugestão, busquemos aqueles por quem sentimos antipatia, que não apreciamos, não gostamos ou que somos indiferentes e procuremos por em prática o mandamento do AMOR. Inicialmente, orando por eles, depois enviando um cartão, telefonando, ou até quem sabe, convidando-os para um jantar.

Em Romanos 13 , uma das admoestações do Apóstolo Paulo é: “Deixemos as obras das trevas”. O desamor, o ciúme, a indiferença, a antipatia, o orgulho, a inveja, o egoísmo, o ódio, tudo isso, embaraça a ação poderosa do Espírito Santo em nossa vida e, consequentemente não iremos produzir o Fruto do Espírito - AMOR.

Muitos têm falhado exatamente nesse importante mandamento. Que, urgentemente, possamos despertar do sono, pois a cada dia que passa mais se aproxima a vinda do Senhor.

Que Ele chegue e nos encontre como as noivas prudentes, com as lâmpadas acesas. Que Ele chegue e nos encontre como obreiros aprovados, sem nada ter do que se envergonhar.

Reflexão: Quantas vezes temos ficado na situação de devedores! Devedores da falta de palavra, de compromisso financeiro, de compreensão, de cumprimento do dever, etc. Que tenhamos um novo propósito em nossa vida de não dever nada a nossos familiares, irmãos, amigos, colegas, vizinhos, a não ser o AMOR. Esforcemo-nos para não falhar no mandamento do Amor. Que Deus, pois, nos ajude a realizar este mandamento em nosso viver diário. Amém!

 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...