Escrito por Enilda Falcão Lins    Qua, 17 de Abril de 2013 10:40
PDF
Minha Boca: Manancial de Vida!
Tamanho da Fonte

A boca do justo profere sabedoria, e a sua língua fala conforme a justiça. Ele traz no coração a lei do seu Deus; nunca pisará em falso.” Salmo 37. 30-31

Em Provérbios 10.11, lemos: ”A boca do justo é manancial de vida”. Também lemos em Lucas 6 .45 quando Jesus disse no Sermão do Monte que “a boca fala do que está cheio o coração.” Os textos em destaque nos mostram como a nossa boca é um órgão tão importante!

Você já pensou que bênção é poder falar, cantar, se expressar usando a sua boca? Mas, quantas vezes usamos a nossa boca para amaldiçoar alguém, para espalhar um boato, fazer fofoca com a vida das pessoas, dizer palavrões, falar grosseiramente com alguém, destratar e, até mesmo para proferir mentiras. Com as palavras que saem da nossa boca, podemos destruir vidas, lares, entristecer profundamente um amigo, provocar afastamentos, romper laços de amizades, causar marcas profundas em nossos filhos, provocar danos irreparáveis. Tenho conhecimento de muitos casamentos que se deterioraram porque o cônjuge só tratava a esposa com desprezo, com palavras depreciativas, até ela chegar ao seu limite, depois de suportar tantos maus tratos .


Em Efésios 4.29 o Apóstolo Paulo diz: “Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem”. Infelizmente muitas bocas em lugar de serem mananciais de vida, estão sendo de morte. Quando criticamos, caluniamos, difamamos, mentimos, estamos usando nossa boca para destruir, para matar emocionalmente, psicologicamente e espiritualmente alguém.

 

Em Tiago 3 .10-11 lemos: “De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim. Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa? “

É necessário que vez por outra façamos um exame introspectivo e repensemos nossa forma de falar. Será que estamos sendo abençoadores? O que tem enchido nosso coração? A Bíblia tem sido frequentemente lida e meditada? Se estivermos mais vigilantes com certeza que a nossa boca será MANANCIAL DE VIDA!

O profeta Isaias teve seu momento de reconhecer que seus lábios eram impuros quando passou pela experiência da visão do Senhor Deus assentado no seu trono. Ele então gritou: “Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros, e os meus olhos viram o Rei; o Senhor dos Exércitos”. Veio então um serafim com uma brasa que tirou do altar e com ela tocou a boca de Isaias e disse: “Veja, isto tocou os seus lábios; por isso a sua culpa será removida, e o seu pecado será perdoado”. Isaias agora iria usar a sua boca para se r MANANCIAL DE VIDA. Mais adiante ele disse: “O Soberano, o Senhor, deu-me uma língua instruída, para conhecer a palavra que sustém o exausto. Ele me acorda manhã após manhã, desperta o meu ouvido para escutar como alguém que está sendo ensinado”.

Reflexão: O que está nos faltando? Provavelmente um cuidado maior em estar aos pés do Senhor, lendo sua Palavra, ouvindo o que Ele tem a nos ensinar. Quando estamos cheios da Palavra então a nossa boca é manancial de vida, dela sai o louvor a Deus, palavra de gratidão, de cons olo para o cansado e oprimido, palavra abençoadora. Tal como o salmista, que possamos dizer: “Escondi a tua palavra no meu coração para não pecar contra ti” - Salmo 199.11. E ainda o salmista disse: “Põe guarda, Senhor, à minha boca; vigia a porta dos meus lábios”. Salmo 141.3.     

 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...