Escrito por Enilda Falcão Lins    Sex, 05 de Abril de 2013 15:19
PDF
Andando Na Luz
Tamanho da Fonte

I João 1. 1-7.
mas, se andarmos na luz como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” (v. 7).

A primeira lição que observamos no texto é que “Deus é luz” (I João 1.5).  Deus é santo, íntegro, puro. Nele não existe trevas, nada obscuro, mas uma brilhante luz que se manifesta aos homens através do seu Filho Jesus. Em João 8.12 lemos: “Falou-lhes, pois Jesus outra vez dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”.

Quando recebemos Jesus como Senhor e Salvador, passamos a andar com ele na luz. O pecado foi extirpado, as trevas foram banidas, através do sangue de Jesus. O crente, portanto é luz. O próprio Jesus disse: “Vós sois a luz do mundo” – Mateus 5 .14. A nossa luz deve estar sempre brilhante, resplandecente para que possamos ser testemunhas vívidas de Jesus. É observando nosso testemunho, nosso proceder, que as pessoas percebem que somos diferentes, transformadas e, começam a sentir o desejo de conhecer também a Jesus. Mateus 5 .16 diz: “Assim resplandeça a vossa luz dian te dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”

Uma prova, portanto, de que o crente está em comunhão com Deus é que ele anda na luz. Sua vida é transparente, límpida, pois nada está oculto nele. E se ele volta a praticar as coisas das trevas, ele se afasta da comunhão com o Senhor e passa a andar em trevas.

O texto em meditação nos diz que: “se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros...” Essa é outra prova de que andamos na luz. Quando andamos em comunhão com Deus, então andaremos em comunhão com os irmãos. Se não podemos ter amizades puras, transparentes, verdadeiras, também não estamos na luz. No momento em que passamos a cultivar sentimentos negativos em relação a alguém, também não podemos ter comunhão com este alguém. Comunhão com Deus resulta também em comunhão com os outros.

Finalmente, o texto nos dá uma grande esperança! Se eu andava no caminho da luz, mas escorreguei e cai na cilada do inimigo e estou andando em trevas, como reverter o quadro? Confessando os meus pecados, arrependendo-me e voltando para os caminhos do Senhor. I João 1.9 diz; “Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade”.

Reflexão: Como filhos da luz que agora somos, devemos procurar andar em santidade de vida, pureza, integridade e transparência, tendo o cuidado de andar com vigilância. Cristo está sempre ao nosso lado, pronto a nos ajudar, a fim de que possamos sempre andar na luz.






 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...