Escrito por Enilda Falcão Lins    Qua, 02 de Maio de 2012 10:48
PDF
A Oração De Um Idoso
Tamanho da Fonte

Salmo 71

Ó Deus, sê a minha rocha de abrigo e uma fortaleza para me proteger! Tu és a minha rocha e a minha fortaleza.” Salmo 71:3. 

Desde a minha juventude, ó Deus, tens me ensinado, e até hoje eu anuncio as tuas maravilhas. Agora que estou velho, de cabelos brancos, não me abandones, ó Deus, para que eu possa falar da tua força aos nossos filhos, e do teu poder às futuras gerações” (VS. 17-18).

Eis um belo salmo que retrata a vida de um senhor de idade, cheio de confiança e de esperança em Deus. Homem vivido, experimentado, sofrido, mas, nem por isso o louvor deixava de estar presente em seus lábios durante o dia inteiro. Um homem cheio de fé e que aprendeu, assim como Paulo, o segredo de estar contente independentemente das circunstâncias, porque sua vida foi edificada na Rocha. Por isso ele sentia-se cheio de força e vigor para lutar e vencer as provações. Assim era o Apóstolo Paulo, quando afirmou: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece." Filipenses 4 .13. Vale a pena fazer uma leitura completa do Salmo.

 


Quando temos nossa vida edificada na Rocha, não temos medo das adversidades e, sendo assim, em nossos lábios só podem brotar canções de louvor a Deus. Confiamos nas providências de Deus, por mais difícil que seja o momento que estejamos passando. Paulo nos ensina: “Em tudo daí graças porque esta é a vontade de Deus para convosco em Cristo Jesus.” Tudo é a palavra chave. Por que dar graças a Deus em tudo, mesmo que estejamos passando por momentos tão difíceis, como um desemprego, uma enfermidade, por exemplo? Porque, quando Deus permite que passemos por esses momentos, Ele o faz para que possamos ser moldados em nosso caráter, para que possamo s nos tornar mais parecidos com Ele, e até mesmo para nos provar. E é tão bom quando somos aprovados nos testes! Portanto, Quando nossa vida está solidificada em Cristo, podemos prosseguir firmes, sempre olhando o autor e consumador da fé. Sabemos que ele não nos deixará abandonados e não nos decepcionará jamais!

 

Voltando a pensar no homem retratado no salmo em meditação, percebemos que apesar de sua idade avançada, ele não era um homem ocioso, acomodado. Ele sabe que ainda pode trabalhar e, que mesmo velho, ainda terá alguma atividade que possa desenvolver. Ele disse: “Desde a minha juventude, ó Deus, tens me ensinado, e até hoje eu anuncio as tuas maravilhas. Agora que estou velho, de cabelos brancos, não me abandones, ó Deus, para que eu possa falar da tua força aos nossos filhos, e do teu poder às futuras gerações” (VS. 17-18). Quantos aposentados temos nas nossas igrejas e, que são como o homem deste salmo! Sab em que podem ainda trabalhar na causa do Mestre, levando a mensagem de salvação aos seus netos, àqueles que se aproximam dele, aos seus vizinhos, etc.

Reflexão: Este é um belo quadro! Uma vida produtiva ainda na velhice e que nos enche de inspiração.  Que possamos chegar à velhice com a mesma satisfação, vigor, alegria, fé e esperança como esse ancião que o Salmo 71 retrata, buscando desde já edificar nossa vida na Rocha – Jesus Cristo.


 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...