Escrito por Enilda Falcão Lins    Sex, 30 de Março de 2012 14:21
PDF
Cicatrizes!
Tamanho da Fonte

João 20.24-29

Em seguida disse a Tomé:
- Veja as minha mãos e ponha o seu dedo nelas. Estenda a mão e ponha no meu lado. Pare de duvidar e creia!
” João 20.27.

Hoje vamos pensar no grande valor das cicatrizes. Quantas vezes nos sentimos incomodados porque elas existem? Uma cicatriz sempre nos lembra de algum ferimento, alguma cirurgia. Assim também existem as cicatrizes da alma. Deus sabe o porquê de não removê-las de nós, o porquê de não nos deixar totalmente sem marcas. Quantas coisas terríveis talvez tenhamos praticado no passado, atos vergonhosos, coisas que denegriram nossa reputação. Por causa de nossa desobediência e obstinação Deus permitiu que tantas feridas fossem abertas em nós! Cada ferida correspondia a uma disciplina que nos levou a aprender a obedecer ao Senhor e amá- lo sobre todas as coisas e por isso fomos sarados dos ferimentos. Uma coisa a ponderar: Ele não removeu as cicatrizes! Elas estão sempre lá, sempre presentes!

 


Um dos motivos delas permanecerem é que as cicatrizes nos fazem lembrar o nosso passado longe de Jesus, e serve como sinal de alerta para que procuremos mais e mais nos aproximar do Senhor e dele depender. Outro motivo é que Deus transforma as cicatrizes em sinal de beleza. Agora com nossas cicatrizes, podemos deixar transparecer a beleza de Cristo em nossa vida.

Jesus também foi ferido na cruz e ao ressuscitar as cicatrizes permaneceram. Jesus poderia ter ressuscitado com um corpo limpo, sem marcas. Entretanto, Deus sabia o porquê da permanência delas. Talvez se elas não mais existissem alguém poderia dizer que ele era um impostor. As cicatrizes eram a prova de sua verdadeira identidade. Elas estavam ali para que outros pudessem crer que ele era Jesus, o que havia morrido na cruz e ressuscitado, o Salvador da humanidade.

Quando podemos olhar o passado com os olhos da fé, então temos condições de perceber como Deus tem usado nossas cicatrizes para nos fazer crescer e também levar outros a conhecerem Jesus e o seu poder regenerador. Tomé para crer precisou ver as cicatrizes do Mestre. Outros para crerem em nossa regeneração, precisarão ver os sinais das cicatrizes em nós. Louvado seja Deus pela existência das cicatrizes em nossa vida!

Reflexão: Não esqueçamos que Deus usa as nossas cicatrizes para ajudar outros a crerem em seu Filho Jesus Cristo. Que Deus possa cada vez mais usar esses vasos recuperados para a sua obra e, para honra e glória do seu nome. Amém! 




 

 

 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...