Escrito por Enilda Falcão Lins    Seg, 10 de Outubro de 2011 10:49
PDF
Por Que as Tribulações Nos Atingem?
Tamanho da Fonte

“Eu sei que foi para o meu próprio bem que sofri tanta aflição. Mas tu me salvaste da morte, pois perdoaste todos os meus pecados.” (Isaias 38.17).

Deus tem um grande e profundo amor pelo homem. Quando nos rebelamos contra Ele, então, faz de tudo para nos trazer de volta ao seu pastoreio e, também para que os laços que foram rompidos pelo pecado sejam reatados, possibilitando desta forma que voltemos a ter a ter comunhão íntima com Ele.
O seu amor fiel e cuidadoso se revela a cada dia para com os seus filhos e, mesmo que estejamos sendo fieis, vez por outra Deus pode permitir que algo de mal venha atingir a nossa vida, mas, sempre com algum propósito, para que sejamos também moldados no caráter, segundo o caráter de Jesus Cristo, ou para que desenvolvamos uma vida de louvor, de gratidão mesmo diante da adversidade, ou ainda para que aprendamos mais sobre a paciência, o amor, a humildade, e a sermos mais dependentes dele.

Muitas vezes as tribulações nos atingem para que despertemos de uma letargia espiritual e nos voltemos para Deus. A vida cristã não é fácil. Vivemos em um mundo corrompido pelo pecado e, se descuidarmos na vigilância, podemos sofrer uma rasteira do inimigo que tentará nos derrubar. Não fiquemos admirados se Ele a qualquer tempo permitir vir sobre nossa vida uma provação ou uma disciplina. Em Hebreus 12 .6 lemos: “Porque Deus o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.” De repente você pode ser acometido por uma enfermidade, ou passar por uma crise financeira. Ele tem vários métodos para corrigir seus filhos, aplicando em cada um de acordo com o tipo de disciplina que esteja precisando. Seu propósi to é que nos voltemos para Ele e que dependamos inteiramente dele.

Enquanto não houver um total quebrantamento, Deus irá realizando a moldagem do nosso caráter, pois Ele nos ama com profundidade e deseja retirar de nós toda a cegueira espiritual que nos impede de viver para o louvor da Sua glória. É para a nossa paz, para nossa alegria que Ele permite que passemos por momentos difíceis. Em Hebreus 12 .11 lemos: “E, na verdade, toda a correção, ao presente não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça, nos exercitando por ela”. Na Bíblia Viva lemos o mesmo texto da seguinte forma: “Não é nada agradável ser castigado, na hora que está acontecendo dói mesmo! Mas, depois podemos ver o resultado: Um crescimento tranqüilo em virtude e caráter.” É uma disciplina aplicada com amor, pois Ele deseja que tenhamos uma vida reta, santa e justa, vida pura, de comunhão perfeita com Ele.

Reflexão: Se Deus está lhe disciplinando ou lhe provando, não fique mais se lastimando, chorando e murmurando. Volte-se para Jesus, contemple o Seu rosto de amor, louve-o por tudo que está lhe acontecendo, mesmo que não esteja sentindo vontade. Mesmo que as lágrimas insistam em rolar por sua face. Já ouviu falar em sacrifício de louvor? Hebreus 13 .15 diz: “Por isso, por meio de Jesus Cristo, ofereçamos sempre louvor a Deus. Esse louvor é o sacrifício que apresentamos, a oferta que é dada por lábios que confessam a sua fé nele.” De repente esse lou vor inundará a sua alma e, você passará a louvá-lo com toda a força do seu ser, e entenderá que tudo quanto Deus está permitindo que aconteça em sua vida é para o seu bem. Assim está escrito em Romanos 8 .28 – “Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem ele chamou de acordo com o seu plano.”

 

Enilda Falcão Lins

Enilda LinsDrª.Enilda Lins, esposa do Pr. Isaías Andrade Lins Filho há 48 anos. Mãe de 3 (três) filhos, avó de 6(seis) netos. É Bacharel em Direito, advoga, é especialista na área de Direito de Familia, sendo Membro Efetivo do Instituto Brasileiro de Direito de Familia - IBDFAM.

Exercendo a advocacia há mais de trinta anos, a dra. Enilda Lins já exerceu diversas atividades no Serviço Público Municipal e também no Serviço Público Federal. Escritora de diversos artigos publicados em revistas e sites de cunho evangélico.


Autor deste Artigo: Enilda Falcão Lins

Exibir outros Artigos deste Autor

Comentários  

 
#1 Joabio 04-01-2012 19:17
Amém! Senhor, que seja feita a Tua vontade. Amém!
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Arquivos Recentes

Planejamento 2014 Download

Login Form

Informe seus dados de acesso

Esqueceu sua senha? Registrar-se

Siga também...